quinta-feira, 6 de setembro de 2012

VISITE - Buenos Aires


Choque de realidade! É isso o que acontece quando você passa alguns dias em outro país, em meio a outras pessoas, outra cultura, outro mundo. É isso que me ocorreu depois de passar 5 dias em Buenos Aires ( Na magnífica Buenos Aires ) e depois pisei em Americana novamente. Ônibus cheio, trabalho, calor com sensação de 50 graus e tal.
Se quer um lugar consideravelmente ’perto’, incrível e para não gastar muita grana, vá para Buenos Aires.
 
No último dia 30 fui para lá com o lindo Bruno Valente ( que de valente não tem nada ) mais conhecido como Meu Namorado – Sim! Vocês leram certo. Namorado mesmo. Eu sei, eu sei... sou a pessoa mais feminista e contra relacionamentos do mundo todo, e vivia pro mundo e tal, mas aí a vida me virou do avesso e esfregou na minha cara que AMOR existe sim, é real. Mas isso é algo que explico qualquer dia em outro texto. Ou não. - Fizemos Couchsurfing – Também fiquei me perguntando o que era isso quando ouvi falar e nunca tinha feito. CLIQUEM AQUII com esses dedos gordos para saber o que é e entender um pouco melhor -. De inicio, imaginei sim que poderia parar na casa de uma pessoa que fosse nos esquartejar ou acabar com a gente. Mas como somos pessoas privilegiadas e sempre temos a sorte ou seja lá como chama isso de bom que a gente tem, fomos aceitos na casa do Pablo.
Pablo que me parecia à primeira vista um engravatado que trabalha no banco, da cor branco escritório e que achei que fumava muita maconha – Marihuana, como é dito pelos hermanos -, minutos depois já era um cara gente boa demais, que falava engraçado e que era budista. Pablo não falava português, eu pouco entendia e não falava espanhol e ainda assim ficamos horas conversando. Não é incrível isso?

A noite, no primeiro dia saímos para comer e conclui que em Buenos Aires tudo o que você pede para comer, vem ovo ( exceto doces, claro ). E um ovo bom, muito bom diga-se de passagem. As galinhas de lá devem comer Nutella para botarem ovos tão deliciosos. Sério! Bom, conhecemos algumas coisas, passamos por Porto Madero onde tem a ‘Puente de la Mujer’ e muitos restaurantes e bares. Estava pouco frio, o que é estranho por lá.
Como diria ele: E assim chegamos à cidadeque nunca dorme...
                               (Porto Madero)                                                         (Ponte de la Mujer)
 

- 2º Dia
 
2º Dia (Sexta-feira)- Bem, no segundo dia é aquela sensação deliciosa de acordar em outro mundo. Não acordamos muito cedo ( para variar ).
Saímos para conhecer um pouco da cidade e paramos no El bar de Julio para deliciar uma Quilmes, conhecemos o Jardim Botânico, e seguimos de ‘carruagem’ ( É. Meio romantiquinho ) para o Parque Palermo. Passamos pelo Planetário, mas ficamos com preguiça da fila imensa que havia embaixo de sol para entrar. Paramos no parque para tirar algumas fotos, e tinha MUITO pato. Já vou logo deixando claro aqui que descobri não gostar e nem confiar em patos. Eles parecem rosnar pra gente.
 
Na volta, paramos em uma loja que vendia roupas e acessórios, estava tocando Raul Seixas e o dono era o Jimmy. Cara! Grande Jimmy. Eu ainda não acredito que tive de atravessar o Brasil para encontrar alguém como ele. Que cultura, que inteligência, que energia positiva, que espírito bom. Ficamos para uma‘reunião’ deles, onde havia nós brasileiros, três argentino, um Equatoriano e um Colombiano ( Se eu fiz alguma troca e eram mais ou menos Argentinos, me perdoa amor ) regada a muito chimarrão, violão, poesia e bate papo.
E no meio de tanta conversa, aprendi coisas incríveis. Coisa que passei 21 anos no Brasil, e não escutei isso, nunca vi tamanha filosofia de vida. Jimmy tentava explicar um pouco do comportamento humano, e disse que um sapato caro, por exemplo, não vai tornar ele um homem com mais ou menos caráter, que as pessoas julgam muito pelo o que veem, pela aparência. Explicou também que todos, TODOS nós nascemos originais e morremos cópia. E sim, é verdade! Que a única coisa que temos todos em comum, é as 24 horas do dia. Todos nós temos 24 horas do dia para fazermos algo acontecer, para escolher em fazer o bem ou o mal, para fazer valer a pena. Deus deu isso igual para todos. Acrescentou dizendo que a dúvida é a maior inteligência do ser humano. Sai de lá zonza de tanta informação e energia positiva.

Descobri que Argentinos são felizes porque eles tem Quilmes litro por R$ 4,00. Eu também sairia pelas ruas sorrindo a toa se fosse assim por aqui.

E aí vem praticamente o melhor de tudo: Show do Maroon 5. – SIMM! Adam Levine ao vivo e a cores -. Show sensacional, Adam Levine lindo e com a voz impecável. Conclui que Adam Levine é um acerto da genética. Literalmente. A sexta se encerrou aí. Depois disso foi só roncos e babadas no travesseiro.
 
 
 
 
(...)
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...