segunda-feira, 10 de setembro de 2012

VISITE - Buenos Aires

- 3º Dia
 
Dia ( Sábado )- Adivinhem só quem acordou cedo no sábado? É, Não sei também... não foi a gente.
E da noite de sexta para o sábado foi a noite em que suei de calor. Fui para Argentina passar frio meus senhores, não calor. Enfim.

No terceiro dia eu já entendia bastante quando os hermanos falavam comigo, e também já falava um pouco melhor o portunhol. Eu já contei que tudo lá você se vira com o metrô? Pois é. Andei mais de metrô em cinco dias do que em 21 anos de vida. E malhei mais as pernas subindo e descendo todos os dias aquelas escadas intermináveis, do que horas em uma academia.
Almoçamos em uma praça que ficava próxima ao Obelisco e bebemos cerveja, claro. Estranho, mas lá as pessoas almoçam na praça. Sim, comem comida mesmo, com garfo e faca e tal. Assim, no meio da praça e dane-se. E de repente já fazíamos parte do turismo da cidade... Turistas passavam e tiravam fotos e sorriam para a gente.

Seguimos para o Obelisco – Obelisco que, no meu mundo e ao meu ver é um pinto gigante -, tiramos mais fotos, bebemos mais cervejas, e mais cervejas e ploft! Logo já começamos a dançar no meio do Obelisco – Álcool: Fazendo as pessoas se sentirem bailarinas do Faustão desde sua criação. -. Obelisco é um monumento histórico da cidade de Buenos Aires. Foi erguido na Praça da República, no cruzamento das avenidas Corrientes e 9 de julho, em comemoração ao quarto centenário da fundação da cidade.
Fomos continuar a cervejar no ‘Petalo Pizzeria’ e depois passamos pelo café ‘La Casona’ (ambos incríveis). Saímos alcoolizados e com mais dinheiro do que chegamos nos café’s. Essa é uma forma muito eficácia para você que vai até a Argentina e fica sem pesos no bolso, apenas com reais, por não haver casa de câmbio aos sábados. Você paga em reais e eles te devolvem o troco em pesos. Anotem isso!

A noite fomos à ‘La Catedral’ , uma casa de Tango que fica localizada na Av. Sarmiento. Olha, indico MUITO o lugar para vocês, mas vou dizer que, o lugar é meio totalmente sinistro. Sim! Sinistro é a palavra. Me senti literalmente dentro de um castelo do Conde Drácula e achei que ia ser sugada a qualquer momento. Não há muitas luzes, apenas uma pequena iluminação no meio do salão e o restante é composto por velas. Muitas velas.
La Catedral é um edifício histórico, totalmente artístico e reciclado. Vocês precisam passar por Buenos Aires e conhecer este lugar. A gastronomia é incrível e deliciosa. Cerveja Quilmes a preço justo. Vocês podem tentar arriscar alguns passos de tango no meio do salão, junto aos demais... porém se você acabar atrapalhando quem está dançando, eles não te olham com alegria e entusiasmo.

Na Sarmiento há alguns boliches que por fora mais parecem bares, por conta da música alta. Saímos de lá para o Obelisco, recebi um pedido de namoro na gringa com o Pinto Gigante como testemunha – É! Ta fácil pra ninguém. Se até eu, vocês vão ficar pra titia - , descobrimos que as baladas começam a ‘bombar’ entre 4 e 5 da madrugada e se estendem até as 10hrs da manhã e andamos infinitamente até chegar no apartamento, e aproveitando para ver um pouco mais da cidade. Façam isso!

Dormi! Dormi porque o domingo... Olha, o domingo foi simplesmente S E N S A C I O N A L. Fiquem curiosos até eu dizer sobre o domingo literalmente ‘animal’.
 
 
 

 (...)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...