terça-feira, 7 de agosto de 2012

'A nossa liberdade é o que nos prende' (2)


A liberdade pode ser realmente a única coisa que prende duas pessoas, com ou sem intenção de se comprometer. Você nasce livre, vive livre. Essa liberdade é a sua garantia pra não se perder de você mesmo, e você a guarda com unhas e dentes.


Na verdade, nós temos um controle parcial por que escolhemos a quem e a quê queremos nos prender.
Bingo! Isso só prova que somos 100% livres, ainda que nunca tenhamos 100% de controle.Eu tenho o poder de fazer escolhas. Posso escolher a cor do meu cabelo, minha profissão, a roupa que vou vestir, posso escolher casar, ter filhos ou não, posso ir morar sozinha numa ilha. O que me impede? Só eu mesma me impeço. Com isso, escolhemos as grades onde nos prendemos. Deveria ser impossível pensar em liberdade quando se fala de laços afetivos.

Você conhece um cidadão cuja companhia te agrada, cujo papo te prende. Aquela pessoa que tem “aquela coisa que você não sabe explicar” que faz você não querer sair de perto dela nunca mais. Você se prende à outra pessoa por gostar, querer estar junto, mas mantém a chave na porta. Dizer que você está saindo com uma pessoa há três meses mas que estão só ficando, que você é livre por que não tem compromisso com ela é balela, por que é impossível não ter comprometimento quando se gosta, e se você esta saindo com ela há meses, então é por que esta envolvido. Não existe manutenção pra isso, é uma escolha iludida, ao passo que a relação vai se estreitando. Ao mesmo tempo que somos livres, estamos presos pelo sentimento, não que isso seja uma coisa ruim, ao contrário do ciúme, o amor não sufoca, não prende, não dita regras, não amarra, não condiciona. Ele é solto, é livre, vem de querência intima, está totalmente ligado à liberdade.

Queremos ser livres, mas não suportamos a idéia de vivermos soltos, sem pai, mãe, amigos e um amor. É um preço muito alto a se pagar pelo ir-e-vir.
A nossa liberdade é o que nos prende. Gostamos de estar com uma pessoa com quem temos liberdade de ser nós mesmos, de falar e de sentir. A sensação de estar livres é que nos faz querer estar mais e mais perto, de forma saudável, presos pelo sentimento, pela fome da presença do outro. Estar juntos cada um tendo espaço pra viver a sua vida e dando espaço para os momentos de solidão de cada um. Esse é o verdadeiro significado da palavra TER. Você o tem por que ele vai e volta pra você por livre e espontânea vontade. Simplesmente por que ele gosta do seu cheiro, do seu beijo, da forma como você se veste, da forma como conversa, das sua manias mais esquisitas e engraçadas, do seu humor, até do seu mau humor.
Sem contar que tu é boa de cama pra caraca !!!!

Achar que você tem posse da pessoa é perda de tempo, pensamento inútil.
Olhadelas de canto de olho no celular, fuçar facebook, caixa de e-mail, ligar várias vezes por dia, mostrar que 'você está alerta como uma sentinela' , não prende ninguém, ao contrário, pode fazer o relacionamento naufragar. 
Não adianta você fazer sexo de parar o trânsito, se pendurando no lustre e dando gritos de acordar todos os gatos da vizinhança. Quando a pessoa tem que ir, ela vai. A única coisa que prende ela a você é o sentimento e a admiração.

Deixar a pessoa livre é mostrar que você confia, com isso acabamos fazendo 'automaticamente' com que o outro queira se sentir digno dessa confiança, percebe então onde está a liberdade?
E é essa mesma liberdade que nos faz seguir em frente quando tudo acaba, quando achamos que merecemos ou precisamos de algo melhor.
Então você aprende que amor e liberdade, são os personagens principais de um relacionamento. Ter liberdade enriquece os laços e faz a gente ter mais vontade de ficar junto de alguém...
Sendo dois e sendo um. Ao mesmo tempo! 
- Dri Andrade

..................................................................................................................................................
Postei há alguns meses atrás aqui, um texto 'A nossa liberdade é o que nos prende'. 
Um 'ex' que é uma pessoa bem mais velha que eu, e mais experiente eu supunha, deixou o seguinte comentário:
"...nós temos um controle parcial por que escolhemos a quem e a quê queremos nos prender.
(...). Isso só prova que somos 100% livres, ainda que nunca tenhamos 100% de controle.Eu tenho o poder de fazer escolhas." Acalme seu coração, você só não encontrou alguém por quem valha a pena se prender. Quando isso acontecer, as escolhas acontecerão naturalmente e a única liberdade que você ira precisar é a de se prender a essa pessoa."

Pensei: ha ha ha. Idiota! Que papinho! Senti uma certa raiva por ler aquilo. Que direito ele tinha pra me escrever uma coisa dessas?! 

Mas 2012 o ano do Apocalipse chegou, meus amigos. E esse texto que vocês leram agora, é da fantástica Dri Andrade é no que eu acredito HOJE. 
Essa pra mim  (HOJE) é a liberdade que prende duas pessoas. E aquele 'papinho' do idiota que me fez sentir raiva? Hoje me fez ter certeza que sem dúvidas a maturidade e vivência dele são muito maiores que as minhas. Hoje queria poder falar: É cara... você tinha toda a razão... 


Façam suas orações. Fim dos tempos chegou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...