quarta-feira, 18 de abril de 2012

10 dicas de como sobreviver à TPM




1- Quando acordar evite contato com o máximo de pessoas possíveis. Conversar logo cedo em dia de tpm já é a prévia da irritação que vai sentir ao percorrer do dia. Simples 'un' e 'uhun' não significam ser evasiva demais. É proteção à vida do próximo.


2- Coloque uma roupa preta - e acredite fortemente na crença de que o preto emagrece - e vá se encher de doces e chocolates e gorduras possíveis e imaginárias. 
Já vai estar se sentindo inchada quer queira ou não. Comer horrores para aliviar seu emocional que está terrivelmente abalado pela tpm, não vai deixar seu tamanho pior do que já está aos seus olhos.

3- Evite contato próximo com espelhos.
Nunca vi algo mais destruidor do que um espelho para uma tpm.
Ele te engorda, te mostra espinhas, seu cabelo fica ressecado e sem brilho. Ele te mostra olheiras e tudo pior que realmente já está. Seu psicológico não pode com a pressão de um espelho.

4- Seja monossílaba com os chatos, que o próprio nome já descreve sua função. A de ser chato. Ele te faz perguntas que você não tem a mínima vontade de responder, diz coisas que você não está interessado em saber, e parece não parar de falar nunca mais. 

Para seu patrão apenas balance a cabeça . Ele vai te pedir e cobrar coisas que você não está nem um pouco com forças físicas e psicológicas para fazer.
Não chegue perto de pessoas carentes. Elas querem aquilo que você não está com a mínima paciência de dar: Atenção.

5- Faça de conta ser a única no mundo. Erga o volume do som do carro no último ou coloque fones de ouvido. Tenho algumas músicas que sempre faço questão de escutar para espantar um pouco da irritação sem fim. Mas tenho três recentes vícios que têm funcionado muito bem. Duas delas lentas - e I N C R Í V E I S - e uma outra mais animada, para sair dançando e jogando o cabelo como se realmente ninguém estivesse te vendo.
Espero que sirvam de terapia ao sistema nervoso de vocês também 



Birdy - Skinny Love (Live) - Ela acalma seu sistema nervoso e te traz paz. Sossego! 


Sky Sailing - Brielle - Completamente viciante e tranquilizadora. Música incrível.

David Guetta - The Alphabeat - Tinha que ser ele para fazer a gente enlouquecer e sentir boas energias.

6- Chame seus amigos para um bom e interminável Happy Hour. Explique seu desespero emocional, seja vítima de sua tpm e mostre a eles que será melhor para você e à vida de todos, que eles te acompanhem nessa. Fique de porre. Dê risada com eles. Fale palavrão se precisar - eles aliviam a alma - ou desabafe os casos trágicos que sua tpm criou entre um copo e outro. Se forem amigos, vão te entender.

7- Fique em casa com aquele pijama velho, de pantufas e descabelada - na tpm não há roupa e maquiagem que faça você se sentir bonita. Vai sempre se ver um lixo - se jogue no sofá e assista a bons filmes. Aposte também nas comédias românticas ou naqueles de se cortar os pulsos. Chore horrores com as cenas mais ridículas. No final, sempre faz bem.

8- Não mande mensagem para aquele cafajeste, ou para o ex. Se ele te disse um 'Eu não te amo mais' você logo vai ler um 'Eu não te amo, mas...' e aquele 'mas...' vai te perturbar até os últimos dias da sua vida. Vai criar uma ilusão dentro da sua mente e ficar se perguntando porque então ele não está ao seu lado e bla bla bla.
Vai se iludir e ficar com a cara imensa e cheia de rímel borrado.
Não ouse ficar mandando mensagens carentes para o gato que você de repente conheceu na balada ou para o 'amigo colorido'.
Mulheres em fase de tpm deveriam ser banidas de utilizar aparelho celular e internet. Não faça a carente depressiva - por mais que seja assim -.

9- Se por muito azar, uma amiga (o) quiser desabafar, conversar, ou estiver com algum problema, tente não dizer nada. Explique sua situação antes da dele. Tpm hoje em dia é algo totalmente aceitável e compreensivo pela sociedade.
Não dê conselhos. Não brigue caso tenha feito merda. Uma mulher nesses dias, não tem controle nem sobre si, quem dirá sobre a vida de alguém.

10- Vá fazer compras. Gaste o que tem e o que não tem. Cartão de crédito nessa fase é o seu melhor amigo. Adiantamento com o patrão então, nem se fale.

Roupas, sapatos e gastos é o melhor remédio.



Por fim, se nenhum dos dez conselhos anteriores auxiliarem na diminuição da vontade de pular de um precipício, de se jogar na frente da primeira carroça que aparecer, ou então de ficar com a cara inchada de tanto chorar e querer mandar o mundo à origem que os pariu
Morre que passa!
Ninguém tem obrigação de aturar - isso mesmo, ATURAR - nosso mau humor, nossa bipolaridade e carência sem fim.
Eu não me suporto, quem dirá os demais.

Não sei a tpm de vocês, mas a minha tem um lado bom e um ruim
O ruim é que essa coisa dura mais que meus relacionamentos.
O bom é que meus relacionamentos não duram.

- Larissa Rosolen



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...