quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Os muitos 'Caras'

Muitos vão se propor a pagar sua conta na balada. Pagar bebidas e mais bebidas.
Vão querer lhe proporcionar uma noite na balada, mostrando que pode ser melhor que os outros. E os outros irão fazer o mesmo.
Muitos caras idiotas vão achar o absurdo no universo ser ignorado por você e não poder te levar embora pra casa.
Muitos vão tentar se fazer de gentis para te levar embora de onde estão, já com a imagem de no mínimo, um sexo vago com você. Para preencher o ego dele. Para satisfazer o prazer dele.
Muitos vão te fazer promessas, declarações clichês e te prometer o mundo. E cheirando a alcool. 
Irão agradar você, seus amigos e pra no fim acabar sempre como eles querem: pegação e sexo.
Sexo. Sexo. Sexo. Palavra que move o mundo masculino e os fazem pensar com a cabeça de baixo.
Raramente vai encontrar alguem que queira saber do seu dia, que diga sobre VOCÊ! E não você corpo.
Esse negócio de olhar para mulher como se fosse um pedaço de carne pendurado no açougue é repugnante. É cansativo. É tão previsível.
Concordo quando dizem que balada não é ambiente para achar namorado. Veridico. 
É muita garrafa cheia e pessoas vazias.

Mulher detesta babação intencional. Insistências sem noção. 
Mulher quando tem algum ‘cara‘ em mente, e que a faz sorrir mesmo estando distante, mesmo não estando junto, ela não quer mais os ‘outros caras‘. Ela não quer sexo casual. Ela não quer alguém só porque não tem aquele que está em pensamento.
Ela troca todos os caras em um dia qualquer, para estar com quem é especial. Ou então ri com os amigos. 
Porque quando já sabe e tem o que lhe faz bem, não precisa de excessos para preencher vazios.

Mulher quando está bem, está feliz e se sente apaixonada ela se torna radiante. Sorri bonito. Os olhos declaram um brilho capaz de iluminar por onde passa.
Mas essa beleza não é para ‘os outros‘.
É para si mesma. É para se gostar, se colocar em primeiro lugar e agradecer por sorrir e ser feliz. 
Afinal, nada tão bom quanto coração em paz e mente tranquila.


(O que foi dito não é generalizado. Há homens e homens. Quanto às mulheres, isso é a MINHA filosofia. Minha maneira de pensar. Cada um vive sua vida como achar que deve.)

- Larissa Rosolen

2 comentários:

  1. "Esse negócio de olhar para mulher como se fosse um pedaço de carne pendurado no açougue é repugnante. É cansativo. É tão previsível."
    Eu também já cheguei a essa conclusão, por isso devemos procurar os olhos que nos veem além de tudo isso, que realmente querem estar conosco pelo que somos, pelo que falamos, sentimos e pensamos!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. BOA! \o
    Não podemos generalizar mas o seu texto é a realidade de MUITOS...
    Adorei, Rosolen! ;*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...